Tom Zé deu continuidade à programação do projeto Som na Concha e fez show de lançamento do álbum Tropicália Lixo Lógico. O artista subiu ao palco da Concha Acústica do TCA e apresentou as canções do novo CD, considerado por Caetano Veloso o seu melhor disco. E para elevar ainda mais a temperatura do verão baiano, a banda local O Círculo fez o show de abertura. Em sua segunda edição, com patrocínio exclusivo da Oi e do Governo da Bahia, e com a proposta de dinamizar a programação cultural da Concha Acústica, o Som na Concha aposta na diversidade, assegurando uma programação de qualidade para o público da cidade.

O cantor e compositor Tom Zé aterrissou em Salvador com a irreverência de sempre para mostrar no palco do Som na Concha as suas impressões a respeito do Tropicalismo, movimento que habita permanentemente o imaginário nacional. O disco, repleto de possibilidades musicais e de sugestões cênicas, foi lançado ano passado e apresenta canções como Não tenha ódio no verão, Capitais e tais e O motobói e Maria Clara, dentre outras. No show Tom Zé propõe que palco e plateia interajam e se divirtam juntos, enquanto os acontecimentos musicais evoluem. No setlist não poderiam faltar os sucessos sempre solicitados pelo público como Augusta, Angélica e Consolação.

Para interagir e acompanhar as ousadias de Tom Zé estão os músicos Daniel Maia (produtor do disco) na guitarra e vocais; Jarbas Mariz na percussão, viola 12 cordas, bandolim e vocais; Cristina Carneiro nos teclados e vocais; Felipe Alves no baixo e vocais; Rogério Bastos na bateria; e Lia Bernardes nos vocais. Todos conhecem bem a sua personalidade musical e sabem como conduzir o espetáculo a partir das transformações que, de surpresa, Tom Zé opera em pleno palco, nas canções e interpretações.

A banda O Círculo abriu o show de Tom Zé no projeto Som na Concha. O grupo realizou uma apresentação à altura da ocasião e mostrou suas novas canções e sucessos de carreira, fortalecendo a proposta de rock autoral, aberto a diálogos e experimentações. Formada por Roy (vocal), Israel Jabar (teclados), Júnior Martins (baixo), Daniel Ragoni (bateria) e Taciano Vasconcelos (guitarra), a banda está em fase de gravação do terceiro CD e aproveita para mostrar algumas canções do novo álbum. No repertório também estarão canções do disco Eu Humano, lançado em 2010, e composições do primeiro CD, como A Janela, Meu Bem e Sua Mulher, dentre outras.